Produto

ZEISS IOLMaster 500 Confiança na experiência de 100 milhões de cálculos de poder das LIO

O IOLMaster® 500 da ZEISS é o gold standard na biometria ótica, com mais de 100 milhões de cálculos de poder das LIO bem-sucedidos. Este equipamento é uma excelente escolha para cirurgiões da catarata que procuram um biómetro ótico fiável, rápido e fácil de utilizar, para obterem medições em que podem confiar.

  • Resultados refrativos em que pode confiar
  • Rápido e fácil de utilizar
  • Medição avançada de olhos desafiadores
  • Alinhamento de LIO tóricas sem marcas preciso e eficiente7,8
vídeo do produto IOLMaster 500

Resultados refrativos em que pode confiar

O ZEISS IOLMaster é o único biómetro ótico que inclui queratometria telecêntrica independente da distância.

Permite fazer medições de forma robusta e repetível e demonstra uma excelente concordância com a queratometria manual, atingindo simultaneamente uma maior precisão.1 Em combinação com um amplo conjunto de fórmulas estabelecidas, permite-lhe obter resultados refrativos em que pode confiar.2

ZEISS IOLMaster 500 com queratometria telecêntrica

ZEISS IOLMaster 500 Rápido e fácil de utilizar

Rápido e fácil de utilizar

A interface do utilizador bem concebida, as verificações de plausibilidade, as medições independentes da distância e uma leitura até 4 vezes mais rápida em comparação com outros dispositivos óticos permitem ter uma usabilidade notável e reduzir o tempo de atendimento.3 Pode fazer medições de ambos os olhos em menos de 60 segundos4. Uma diferença em que todos vão reparar, todos os dias.

O ZEISS IOLMaster 500 faz medições de olhos desafiantes

Medição avançada de olhos desafiadores

Em cataratas mais densas, o ZEISS IOLMaster 500 alcança uma taxa de sucesso de medição até 20% mais elevada do que a de outros biómetros óticos5, possibilitando uma taxa de penetração da catarata de mais de 93%6. Mesmo em olhos com estafiloma, pseudofáquicos e com silicone, o ZEISS IOLMaster 500 mede ao longo do eixo visual. E, com a sua fórmula Haigis-L, o ZEISS IOLMaster 500 possibilita o cálculo de LIO para casos de miopia e hiperopia após correção a laser da visão.

ZEISS IOLMaster 500 - Implantação de LIO tóricas sem marcas

Alinhamento de LIO tóricas sem marcas preciso e eficiente7, 8

O ZEISS IOLMaster 500 é uma parte integrante do ZEISS Cataract Suite. É adquirida uma imagem de referência, que é utilizada para correspondência intraoperatória com a imagem do olho em direto durante a cirurgia da catarata. As etapas de marcação manual podem ser totalmente dispensadas para um alinhamento das LIO tóricas eficiente8 e mais preciso7, com redução do astigmatismo residual.9

Transferências

    • IOLMaster 500 Brochure EN

      Páginas: 8
      Tamanho do ficheiro: 33 MB
    • IOLMaster 500 Paper determining toric IOL Power EN

      Páginas: 6
      Tamanho do ficheiro: 75 KB

Especificações

ZEISS IOLMaster 500

Intervalo de medição
Comprimento do eixo 14 – 38 mm
Raios da córnea 5 – 10 mm
Profundidade da câmara anterior 1,5 – 6,5 mm
Branco-branco 8 – 16 mm
Apresentação no ecrã
Comprimento do eixo 0,01 mm
Raios da córnea 0,01 mm
Profundidade da câmara anterior 0,01 mm
Branco-branco 0,1 mm
Fórmulas de cálculo de LIO

Haigis, Hoffer® Q, Holladay 1 e 2, SRK® II, SRK® / T

Historial clínico e método de ajuste da lente de contacto para cálculo da força refrativa da córnea após cirurgia refrativa da córnea
Cálculo de LIO com Haigis-L para olhos após cirurgia de miopia/hiperopia por LASIK/PRK/LASEK
Cálculo dos implantes fáquicos da câmara anterior e posterior
Otimização das constantes IOL
Interfaces
Ligação de dados de ultrassons

Sistema de gestão de dados de oftalmologia ZEISS FORUM®

Sistema de cirurgia da catarata assistida por computador ZEISS CALLISTO eye (via USB)
Interface de dados para registo médico eletrónico (EMR)/sistemas de gestão de pacientes (PMS)
Exportação de dados para dispositivo USB
Exportação de base de dados para Holladay IOL Consultant e HIC.SOAP Pro
Porta de Ethernet para ligação à rede e rede da impressora
Tensão de linha
100 – 240 V ± 10% (autodeteção)
Frequência de linha
50 – 60 Hz
Consumo
máx. 75 VA
Classificação do laser
1

Constantes de lente otimizadas

ZEISS IOLMaster

Transfira as constantes de lente otimizadas para mais de 300 modelos de LIO com base nos dados de mais de 50.000 cirurgias da catarata.

Entre em contacto connosco!

A carregar o formulário...

Informações de contacto pessoais

Se quiser obter mais informações sobre o tratamento de dados pela ZEISS, consulte a nossa declaração de proteção de dados

  • 1

    Bullimore MA, Buehren T, Bissmann W, Agreement between a partial coherence interferometer and 2 manual keratometers, J Cataract Refract Surg 

  • 2

    Aristodemou P, Knox Cartwright NE, Sparrow JM, Johnston RL, Intraocular lens formula constant optimization and partial coherence interferometry biometry: Refractive outcomes in 8108 eyes after cataract surgery, J Cataract Refract Surg. 2011 Jan;37(1):50-62

  • 3

    Chen YA, Hirnschall N, Findl O, Evaluation of 2 new optical biometry devices and comparison with the current gold standard biometer, J Cataract Refract Surg. 2011 Mar;37(3):513-517

  • 4

    Dependendo da experiência do operador e da situação do olho 

  • 5

    Rivero L, IOLMaster Version 5 vs. Lenstar LS900, apresentado na 2010 AAO – MEACO Joint Meeting in Chicago, Illinois 

  • 6

    R. Varsits, N. Hirnschall, B. Doeller, O. Findl; Increasing the number of successful axial eye length measurements using swept-source optical coherence tomography technology compared to conventional optical biometry; apresentado na ESCSR 2016

  • 7

    Evidência para «preciso»: Dados clínicos de Prof. Findl/Dr. Hirnschall apresentados na ESCRS 2013 – precisão de correspondência intraoperatória/pré-operatória tecnicamente verificada de, em média, ±1,0°.

  • 8

    Evidência para «eficiente»: W. Mayer (2017). «Comparison of visual outcomes, alignment accuracy, and surgical time between 2 methods of corneal marking for toric intraocular lens implantation». JCRS, outubro de 2017

  • 9

    Dados clínicos de Dr. Black apresentados na ESCRS 2014: 99% dos pacientes tinham um valor refrativo de cilindro pós-operatório entre +/-0,50 D.