DESAFIOS NA CIRURGIA DA CATARATA PREMIUM

Tratamento

Alinhamento simples e preciso
de LIO tóricas

Colocar a LIO tórica na posição correta

Desafio clínico

Corrigir o astigmatismo da córnea durante a cirurgia da catarata pode ser feito utilizando várias técnicas de incisão distintas, como a LRI ou a AK. No entanto, o resultado pode ser limitado, pois depende de vários fatores como o tamanho da incisão, a localização, o tamanho do túnel e as dimensões da córnea.1 Foi clinicamente comprovado que as LIO tóricas são uma das melhores opções para a correção do astigmatismo durante a cirurgia da catarata. O alinhamento correto e preciso da posição das LIO é essencial para obter resultados refrativos excelentes.

Diferentes métodos de alinhamento de LIO tóricas

Solução clínica

Podem ser utilizados vários métodos de alinhamento de LIO tóricas. Foi comprovado que a cirurgia assistida por computador para implantação e alinhamento de LIO tóricas é uma alternativa eficiente à marcação manual e pode ter integração digital no fluxo de trabalho. A facilidade do alinhamento durante a cirurgia pode também ser afetada pelo formato dos hápticos da LIO. Adicionalmente, os pequenos incrementos de cilindro de 0,5 D das LIO tóricas ZEISS podem aumentar a precisão da correção do astigmatismo.1

Enquanto as lentes C-loop só podem, geralmente, ser rodadas no sentido dos ponteiros do relógio, as LIO tóricas ZEISS têm a vantagem de poderem ser rodadas facilmente 360° em ambas as direções.

Ajuda digital intraoperatória do ZEISS CALLISTO eye, para um alinhamento simples das LIO tóricas ZEISS

Solução ZEISS

A ZEISS proporciona a integração digital completa e simples dos dados de diagnóstico, do planeamento e da intervenção cirúrgica. Uma imagem de referência biométrica do IOLMaster® da ZEISS é transferida para o ZEISS CALLISTO eye, e os dados do paciente são utilizados para criar sobreposições do eixo de destino na ocular. A funcionalidade de acompanhamento do olho compensa automaticamente os movimentos oculares. As LIO tóricas ZEISS podem ser facilmente alinhadas em ambas as direções no eixo de destino apresentado, graças às marcas tóricas claramente visíveis e ao design simétrico de quatro hápticos. Um estudo demonstrou que o tempo médio de alinhamento das LIO tóricas, bem como o tempo médio geral, foi significativamente inferior ao utilizar o ZEISS CALLISTO eye em comparação com a marcação manual. Adicionalmente, o alinhamento médio das LIO tóricas na visita aos 3 meses foi significativamente mais exato no grupo digital.2

Poupo 6 minutos por paciente e melhoro o alinhamento em 40%, em comparação com a marcação manual.2

Wolfgang Mayer, MD

Augenklinik der Universität München, Alemanha

  • Soluções ZEISS para a correção do astigmatismo durante a cirurgia da catarata

ZEISS IOLMaster 700

LIO tóricas ZEISS

As LIO tóricas ZEISS têm todas o mesmo design ótico bitórico como base. A vasta oferta no portefólio de LIO tóricas ZEISS permite-lhe obter resultados refrativos excelentes, em conformidade com as preferências e o problema de saúde dos seus pacientes; desde lentes tóricas monofocais a lentes tóricas EDoF, passando por lentes tóricas trifocais.

  • Seleção precisa de LIO de entre ~2000 opções: incrementos mais pequenos de cilindro desde 0,5 D até 12 D
  • Estabilidade rotacional comprovada3 graças à fixação dos quatro hápticos
  • Manuseamento fácil graças ao sistema injetor pré-carregado e alinhamento fácil
ZEISS IOLMaster 700

ZEISS CALLISTO eye

Com o alinhamento sem marcas do ZEISS CALLISTO eye, as etapas de marcação manual podem ser totalmente dispensadas, originando um alinhamento das LIO tóricas eficiente2 e preciso4 para reduzir o astigmatismo residual.

  • Transferência de dados completamente digital
  • Documentação cirúrgica em vídeo de alta qualidade

Fluxo de trabalho abrangente, para que o tratamento do astigmatismo seja o seu novo padrão de cuidados

Explorar as soluções ZEISS – clique para saber mais

  • 1

    McAlinden, C., & Janicek, D. (2021). Toric Intraocular Lenses for the Management of Corneal Astigmatism at the Time of Cataract Surgery. Journal of Ophthalmology, 1-6. https://doi.org/10.1155/2021/3286043

  • 2

    Mayer, W. J., Kreutzer, T., Dirisamer, M., Kern, C., Kortuem, K., Vounotrypidis, E., Kook, D. (2017). Comparison of visual outcomes, alignment accuracy, and surgical time between 2 methods of corneal marking for toric intraocular lens implantation. J Cataract Refract Surg, 43(10), 1281-1286. doi:10.1016/j.jcrs.2017.07.030

  • 3

    Mencucci, R. et al., Clinical outcomes and rotational stability of a 4-haptic toric intraocular lens in myopic eyes, 2014, JCRS,40: 1479-1487

  • 4

    Equipa de investigação VIROS de Prof. Findl: Dados clínicos de Dr. Varsits «Deviation between the postoperative (at the end of surgery in the operating room) and aimed IOL axes was 0.52 degrees± 0.56 (SD)» publicado em J Cataract Refract Surg 2019; 45:1234–1238 e dados clínicos de Dr. Hirnschall apresentados na ESCRS 2013.