DESAFIOS DE EFICIÊNCIA NA CIRURGIA DE ORL

Eficiência no bloco operatório

  • Desafio clínico
  • Solução ZEISS
  • Transferências
DESAFIO CLÍNICO

Eficiência no bloco operatório sem comprometer a segurança e a satisfação dos pacientes

A variação nos tempos de intervenção de 10 a 60 minutos1 e a melhoria do tempo de processo não cirúrgico em até 30% ao utilizar equipamento cirúrgico adicional2 são apenas dois do amplo conjunto de fatores que influenciam significativamente o fluxo de trabalho do seu bloco operatório.

Os atrasos podem ocorrer:

  • Antes da cirurgia

    Durante a preparação do bloco operatório, ao higienizar e deslocar o equipamento.3

  • Durante a cirurgia

    Ao ajustar e reposicionar o microscópio.4

  • Após a cirurgia

    A nível da documentação e organização.3

Segurança dos pacientes e eficiência. Juntas, contribuem para a qualidade geral dos cuidados.

Dr. Vinod Malhotra

OR Excellence. Outpatient Surgery Magazine 2010.

SOLUÇÃO ZEISS

Faça avançar o seu fluxo de trabalho com sistemas de visualização completamente conectados

Concebidos para responder às suas necessidades, os microscópios operatórios atuais proporcionam tecnologia de ponta para apoiar a sua tomada de decisões clínicas e ajudá-lo a obter os melhores resultados possíveis para os seus pacientes. Desde a visualização melhorada, à maior ergonomia, passando pela melhoria dos fluxos de trabalho no bloco operatório.5-7

Escolher o sistema de visualização adequado pode ter um impacto enorme na sua clínica, impulsionando simultaneamente a melhoria contínua para os seus pacientes, equipa, estudantes e para si próprio. Experimente o EXTARO® 300 e o TIVATO® 700 da ZEISS: ambos centrados em apoiar um fluxo de trabalho digital para uma maior eficiência no bloco operatório.

ZEISS EXTARO 300 – Impulsionar a eficiência

O ZEISS EXTARO 300 permite-lhe poupar tempo valioso, proporcionando:

  • Visualização aumentada
  • Manuseamento com apenas uma mão
  • Gestão de dados digital

Mantenha-se atualizado

Transferir agora: eficiência no bloco operatório na cirurgia de ORL – descobertas na investigação

Mais informações sobre a transferência - não obrigatório

A carregar o formulário...

Se pretende obter mais informações sobre o tratamento de dados pela ZEISS, consulte a nossa declaração de proteção de dados.

Mais desafios na cirurgia de ORL

Gestão de dados

  • 1

    Hampson L. Reducing Turnover Times in the Operating Room. Every minute counts. University of California San Francisco Center forHealthcare Value. 27 de janeiro de 2014.

  • 2

    Pakdil, F., Harwood, T. (2005). Factors that influence efficiency in performing ENT cases: a qualitative and quantitative analysis. Journal of Medical Systems, 29, 285–301.

  • 3

    Pakdil F, Harwood T. Factors that influence efficiency in performing ENT cases: A qualitative and quantitative analysis. J Med Syst 2005;29(3).

  • 4

    Ma L, Fei B. Comprehensive review of surgical microscopes: technology development and medical applications. J Biomed Opt 2021;26(1):010901.

  • 5

    Vedula, S. and Hager G. (2017). Surgical data science: The new knowledge domain. Innovative Surgical Sciences, 2(3), 109–121.

  • 6

    Stauder, R. et al. (2017). Surgicaldataprocessingforsmart intraoperative assistancesystems. Innovative SurgicalSciences, 2(3), 145–152.

  • 7

    Maier-Hein, L. et al. (2017). Surgical Data Science: Enabling next-generation surgery. Natural Biomedical Engineering, 1, 691–696. https://arxiv.org/ftp/arxiv/papers/1701/1701.06482.pdf